Lançamento do Galaxy Note 9

Novo Galaxy repete câmera dupla com abertura variável do S9 Plus. Ficha técnica do celular da Samsung traz Snapdragon 845, confira as especificações.

Samsung apresenta ao mundo o Samsung Galaxy Note 9 com caneta eletrônica que vira controle remoto e bateria de longa duração. Direto de Nova York, a sul-coreana faz o lançamento do celular sucessor do Galaxy Note 8, desta vez com design similar e melhorias na ficha técnica. Os preços variam de US$ 999,99 (cerca de R$ 3.816) para o modelo de 128 GB e US$ 1.249,99 (em torno de R$ 4.768) para o de 512 GB. Ainda não há previsão de chegada ao Brasil.

A linha traz os dois aparelhos com tela de 6,4 polegadas. Um deles tem memória RAM de 6 GB e armazenamento de 128 GB. Já o mais parrudo oferece 8 GB de RAM e espaço de 512 GB para salvar arquivos. Ao redor do mundo, o Galaxy Note 9 tem quatro opções de cor: preto, azul, lavanda (rosa) e cobre (marrom). Não se sabe quais delas chegarão ao Brasil nem quando será possível comprar o telefone em território nacional. Assista ao evento pelo canal da Samsung no YouTube.

O telefone chama a atenção pelas especificações de respeito. Apesar de não informar preço oficial no Brasil ou disponibilidade, o escritório local da Samsung confirma que o modelo nacional tem o processador Snapdragon 845. O chip mais poderoso da Qualcomm até o presente momento traz 8 núcleos e alcança velocidade máxima de 2,8 GHz.

Alguns países terão o processador Exynos 9810, de fabricação própria. O diretor de produto André Varga explica que o chipset da Qualcomm funciona melhor nas redes de telefonia da América Latina, motivo pelo qual foi a escolha da empresa na região.

O suporte a cartão microSD possibilita mais espaço para guardar fotos, vídeos e outros arquivos. Em tese, um Note 9 de ponta poderia chegar a 1 TB de dados, considerando-se que os cartões mais atuais têm 512 GB. Destaca-se a bateria 21% maior do que na geração anterior da série. O Note 9 conta com componente de 4.000 mAh, número nunca antes visto num produto carro-chefe da marca. Os executivos dizem que ela dura “o dia todo”, mas não deram detalhes sobre o número de horas alcançado em testes de desempenho.

O aumento traz questionamentos sobre a segurança do produto, tendo em vista que o Note 7 saiu de linha justamente por ter uma bateria de alta capacidade que se mostrou literalmente explosiva. “Erramos porque quisemos trazer uma maior inovação tecnológica. Tivemos um enorme investimento em recuperação e alteramos o processo de desenvolvimento de bateria”, defende a diretora de marketing Loredana Sarcinella. Varga complementa dizendo que o Note 9 “ficou mais gordinho” para comportar mais energia.

A recarga rápida e sem fio marca presença. Além disso, o novo rival do iPhone X tem proteção IP68 contra água e poeira. Ele pode ficar submerso por até 30 minutos a 1,5 metro de profundidade.

A tela grande e a bateria são melhorias importantes na série. No entanto, os sul-coreanos ressaltam as mudanças na caneta eletrônica S Pen. Ela já era usada para fazer anotações, criar desenhos e produzir conteúdo no smartphone. A partir de 2018, ela se torna um controle remoto devido à integração com o smartphone via Bluetooth. Há até um botão no corpo do apetrecho.

Depois de ejetar a canetinha do compartimento secreto, o usuário que abrir a galeria de fotos pode passar para a imagem seguinte com um clique no botão da S Pen. Dois cliques voltam para a imagem anterior. Funcionamento similar ocorre no PowerPoint, para aqueles dias em que há apresentação de negócios na empresa; ou no YouTube, para pular para os vídeos seguintes. A S Pen também ganha importância no mundo da fotografia, uma vez que dispara a câmera mesmo estando longe. Numa das demonstrações, um representante colocou o telefone num tripé e se juntou ao grupo de jornalistas. Depois apertou o botão na caneta e a foto foi feita. A fabricante estima que a distância chegue a 10 metros.

Com a mudança, a caneta requer energia para o modo de controle remoto. Ela tem autonomia de 30 minutos. Repor totalmente a carga leva 40 segundos. Basta colocá-la de volta no compartimento. Por falar em fotografia, o conjunto de câmeras fica mais robusto neste lançamento. Os consumidores de Samsung Galaxy Note passam a contar com a mesma câmera do Galaxy S9 Plus, apresentado em Barcelona no primeiro semestre.

Na parte de trás ficam as lentes teleobjetiva e grande angular, ambas com capacidade para fotos de até 12 megapixels. O telefone continua capaz de capturar retratos em que o fundo fica desfocado. A Samsung também permanece com a tecnologia que possibilita ajustar posteriormente a intensidade do efeito, uma vantagem em relação aos iPhones com tecnologia similar. Sua tecnologia de abertura variável replica o comportamento do olho humano, que se ajusta à quantidade de luz no ambiente. Foi comprovado, a partir de experimentações do S9 Plus, que o recurso gera fotos melhores em baixa luminosidade.

A inteligência artificial também marca presença ao reconhecer 20 situações diferentes. O celular sabe quando está diante de pessoas, de comida, de uma paisagem, entre outros momentos, e faz ajustes de saturação, contraste etc. para produzir imagens melhores. Amantes de selfie contam com câmera frontal de 8 megapixels. O modo embelezamento vem ativado por padrão.

A atualização dos emojis baseados em realidade aumentada (AR Emoji) traz novas combinações. “A primeira versão tinha pouco cabelo enrolado”, pontua Loredana. “A gente pediu e foi atendido”, fazendo com que figurinhas mais próximas do cotidiano do brasileiro estejam no telefone. O som estéreo depende de dois falantes em pontos opostos do corpo do smartphone. O Galaxy Note 9 emprega tecnologia da AKG (empresa adquirida pela Samsung) e da Dolby para criar um som mais envolvente.

A biometria continua presente. Há reconhecimento facial e leitor de impressões digitais. As demais características que fazem parte da trajetória do Note até aqui permanecem na linha: multijanelas, tela curva e sistema de anotações manuscritas sem precisar ativar o celular (na tela de descanso, portanto).

O Galaxy Note 9 roda Android 8.1 (Oreo), a despeito de o Google ter liberado o Android 9 no início da semana. Varga diz que a Samsung trabalha na atualização, mas não revelou o prazo para que o novo sistema seja liberado.

Interessados no telefone podem se cadastrar para receber ofertas no site oficial a partir de hoje. A fase de registro vai até 24 de agosto, quando o telefone desembarca nos Estados Unidos.

Ainda não se sabe a data de chegada do Galaxy Note 9 às lojas brasileiras. Os sul-coreanos não costumam demorar porque o país é considerado estratégico para o negócios de dispositivos móveis.

Você também poderá gostar...